RSS

Aprendendo a pedir comida nos EUA

13 out

Relendo o que escrevi no post passado, me lembrei de um outro episódio dessa mesma viajem.

Quem me conhece, sabe que eu assisto todos os programas de comida que passam na tv a cabo, logo, ao pisar nos EUA eu não sabia um montão de coisa, mas sabia todos os rangos que queria provar.

Desde o primeiro dia, eu perturbei a todo instante meus amiguinhos de viajem. Um sonho do gordinho aqui era comer aquele balde gigante de frango frito. Demos uma volta gigante pra achar o KFC, símbolo máximo do entope veia. Nesse dia skull tava debilitado eu e alemon tinhamos comido 13425 dogs de rua, que são a diliça máxima e portanto nem estávamos com tanta fome.

Fomos pra fila da bagaça. Eu dei uma olhada e pedi 10 coxinhas de asa apimentadas nível 3.. aaaaa muleque! Nesse momento eu e amigon alemon batemos um papo e chegamos a conclusão que devíamos comprar um refri grande que dava pra nós tudo… olhei no cardápio e tinha um “Combo Jug Juice master”, pensei… cara, deve ser aquele de 750 ml né dá de boa. Pedi pra tia que tava me atendendo.

A tia fechou a cara, resmungou algo que eu não entendi e sumiu. Depois de uns 3 minutos, volta ela e o gerente. Ela com cara feia, resmungando e ele mandando que ela fosse pro depósito. Depósito?? Oxi!! Quase 10 minutos depois ela aparece com um balde, sim crianças, um balde, encheu de refri de laranja e veio na minha direção. Eram 2,5 litors de refri… hehehehehe. Até os gordinhos presentes ficaram com vergonha de mim, eu não tinha aonde enfiar a cara. Mas mantive a pose e sai levando meu refri pela alça do balde.

Alemon, que é malaaaaandro, mais esperto que eu, pensou: “Frango sem nada, que isso, vamos comprar uns acompanhamentinhos”. Olhou e viu que tinha um outro frango, empanado e talz e que vinha com maionese, repolho e outra coisa que nem lembro.  Pow, mais 10 coxinhas dá né? Lá vai o gênio da abóbora e pede.

Vem de lá, a tia, com um balde gigante de frango, 3 baldes maiores ainda de acompanhamento. Saímos de lá com comida pra 15 pessoas, fácil. O skull que tava ruim, quase se matando de rir dos outros 2 patetas que compraram o rango. E a frase que mais ouvi foi: “Mas vocês não tão com fome né? Isso é só um lanchinho?”. Comemos na janta, café da manhã e almoço e ainda jogamos metade fora. E de bônus nos venderam um refri alienígena que não perdia o gás.

não acredita? tá aí a foto. Olha o tamanho do balde de refri, com alcinha.

é comida pra burro! nesse caso literalmente!

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em outubro 13, 2011 em Categoria é o karamba

 

2 Respostas para “Aprendendo a pedir comida nos EUA

  1. Alisson F. Rizzi (@alissonrizzi)

    outubro 14, 2011 at 3:01 pm

    Kkkk Aconteceu algo parecido comigo em NY no KFC

     
  2. Zelele Duarte

    outubro 14, 2011 at 3:11 pm

    Demorou pra mandar um email pra mim contando sua história!

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s